Hotel Yara em Bandeirantes: um passeio diferente e curioso.

Você teria coragem de visitar um lugar que é considerado assombrado? Nós fomos conhecer um hotel desativado que tem essa fama. É o Hotel Yara em Bandeirantes no Paraná. Continue lendo para saber sobre essa história no mínimo curiosa e quem sabe você resolve dar uma passadinha por lá também.

Bandeirantes fica há aproximadamente 100 km de Londrina, é uma cidadezinha do Norte Pioneiro do Paraná e tem cerca de 32 mil habitantes. Fomos para lá no ano passado, para visitar a Vinícola La Dorni e compartilhamos nossa experiência aqui. Depois dessa postagem, conhecemos o fotógrafo Eduardo Neri, que reside na cidade e acabou nos indicando outros lugares para turistar por lá.

Assim, ficamos sabendo do tal hotel desativado e resolvemos conferir de perto esse lugar que parece ter sido muito importante para a história de Bandeirantes e que hoje está em ruínas.

A HISTÓRIA DO HOTEL YARA

O Hotel Yara tem uma história interessante. Por conta desta história é que ele ficou com fama de mal assombrado. Tudo o que eu sei até agora é por fontes da internet (videos e leituras) e vou contar resumidamente para você. Se quiser saber mais, depois, acesse algum dos links que deixarei no final deste post.

O hotel foi inaugurado na década de 50 e teve seus dias de glória. Conta-se que era muito procurado por pessoas do Brasil todo e também do exterior. Pelo que entendi, o que mais chamava atenção de todos que iam para lá eram as propriedades terapêuticas que as águas dali continham. E foi justamente por isso que o hotel foi construído.hotel Yara

O proprietário na época (Domingos Regalmuto), ao perceber que as águas que brotavam das terras de sua fazenda realmente possuíam substâncias minerais e poder terapêutico, resolveu construir ali um complexo de lazer: com um hotel que podia hospedar em torno de 200 pessoas, uma grande piscina thermal, um casino, além de uma pista de pouso para pequenas aeronaves.

Porém, depois de o proprietário ficar doente, com uma trombose, teve que amputar as duas pernas e mais tarde se suicidou. Seu herdeiro, morreu dois anos depois em um acidente de carro. Então, o hotel foi vendido e com o passar do tempo foi ficando decadente até que na década de 80 as atividades que ali eram realizadas foram encerradas.hotel Yara

Depois da morte do Sr. Domingos e de seu filho, é que as pessoas começaram a contar sobre coisas estranhas que aconteciam no hotel, que ainda estava em funcionamento. Como portas e janelas abrindo e fechando sem que houvesse vento, barulhos estranhos, torneiras abrindo sozinhas no meio da madrugada, entre outras histórias. E assim a fama de mal assombrado do hotel começou.hotel Yara

O HOTEL YARA AGORA

Atualmente, um casal é proprietário do lote de terras onde o que resta do hotel ainda está em pé. Eles tem intenção de retomar as atividades, inclusive já possuem os projetos para restauração, no entanto, tem encontrado muitas dificuldades para iniciá-lo.

Eles moram em uma casa que fica próxima ao hotel e sempre estão por ali. Na maioria das vezes recebem curiosos e também pessoas que queiram fazer sessões fotográficas (ensaios de casamento, 15 anos, etc). Afinal de contas, apesar de estar em ruínas o local ainda tem seu charme e acaba sendo um belo cenário antigo.

hotel Yara

Para quem quer fotografar (ensaios fotográficos) eles cobram uma taxa de R$ 50,00 que é revertida em rações para os cães que eles cuidam. Para aqueles que querem ir apenas para ver de perto o hotel e tirar umas fotinhos, não é preciso pagar nada. A única coisa que os proprietários pedem é que sejam informados sobre a visita.

O contato para agendar horário para sessões fotográficas e visitas pode ser feito pelo Facebook da Fazenda Yara, clique aqui para acessar. Aproveite e dê uma olhada em algumas fotos de ensaios fotográficos que foram realizados lá. Belas imagens!

NOSSA VISITA AO HOTEL YARA –  OS CURIOSOS

Tá… confesso: somos um dos muitos curiosos que visitam o hotel desativado. Somos daqueles que vão andando com a “orelhinha em pé”, os olhos atentos e a câmera fotográfica na mão… download (2). Somos daqueles que turistam até onde quase não há mais nada, e se surpreendem pela quantidade de histórias que se pode imaginar e contar de um lugar.hotel Yara

Esse passeio foi no mínimo interessante e isso aconteceu porque fomos para lá sabendo ao menos um pouquinho da sua história. O Eduardo Neri, comentou a existência do folclore que rondava o lugar. Curiosa que sou, pesquisei um pouco antes de pegar a estrada. Mas, nada muito profundo. Porque, apesar de achar que nada de extraordinário aconteceria, não queria ficar pensando nos detalhes para não sentir medo quando estivesse lá.

O hotel fica na área rural da cidade, em torno de 10 km do centro. O acesso é ótimo, pois, apesar de ser estrada rural, é asfaltada. Nós chegamos, estacionamos nosso carro fora da propriedade e logo avistamos o proprietário, que nos disse para conversarmos com a sua esposa, a Rafaela, e avisá-la sobre nossa visita. Fomos atendidos com muita simpatia por ela e logo liberados para conhecer o local.

hotel Yara

Não tive coragem de andar por todo hotel, ou pelo menos pelas partes em que é possível, por dois motivos:

1) confesso que logo que chegamos senti um pouco de medo, pois estávamos sozinhos. Depois uma fotógrafa profissional chegou para fazer um ensaio e acabei ficando mais aliviada.

2) não senti segurança em ficar andando na parte superior do hotel pois, sua estrutura demonstra várias rachaduras. Eu sou medrosa mesmo!! Mas, o marido também não foi…download (2)

hotel Yara

SE VOCÊ QUISER VISITAR O HOTEL YARA

Apesar de vermos apenas um hotel que está em ruínas e imaginarmos histórias, foi um passeio bacana. Nada de sobrenatural aconteceu, assim como havia imaginado…ufa! 🙂

Indico o passeio para aqueles que sejam curiosos como a gente e gostem de turistar por qualquer cantinho. Entretanto, tenha cuidado com os entulhos que estão no interior do casarão. Seja um curioso(a) prudente! E claro, respeite as regras impostas pelos proprietários!

Lembrando também, que lá não tem nenhum tipo de infraestrutura para receber as pessoas. Ou seja, não tem banheiro, nem qualquer tipo de estabelecimento para consumir algo. Então, se for querer passar um tempinho por lá é bom levar um lanchinho, principalmente se estiver com criança.

Enquanto estava lá, fiquei imaginando o quanto tudo aquilo devia ser lindo em seus tempos de glória. Portanto, seria muito legal que o projeto de restauração pudesse sair do papel. Definitivamente se tornaria um lugar para turistar em grande estilo.

Espero que você tenha gostado de saber um pouco sobre esse lugar que foi parte importante da história de Bandeirantes. Se gostou deixe sua curtida.

Passando por lá, teria coragem de visitar o local? Conta pra gente se você já conhece e se já viu alguma coisa estranha.

Para ficar por dentro de outros lugares para turistar pelo Paraná, siga o blog e nossas redes sociais.

Até a próxima!!

Keila Kubo

 

—————————————————————————————————————————————–

Para saber mais sobre as histórias do Hotel Yara:

Vídeos de uma reportagem: parte 1 e parte 2.

Artigo publicado no Site Assombrado: aqui.

 

LEIA MAIS SOBRE OUTROS LUGARES PARA TURISTAR

10 passeios que você pode fazer em Sapopema

O que fazer na Colônia Witmarsum do Paraná.

Dica de roteiro, perto de Londrina, para turistar na região Norte Pioneiro do Paraná.

Rota do Café: uma experiência incrível na Fazenda Palmeira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo