Cachoeiras de Prudentópolis: gigantes, belas e repletas de aventura.

Tivemos a oportunidade de conhecer algumas cachoeiras em Prudentópolis, uma cidade que é conhecida como a terra das cachoeiras gigantes. Já ouviu falar? Vamos compartilhar com você o que vimos por lá . É só continuar lendo este texto.

Antes, preciso dizer que cada vez que saímos para viajar pelo Paraná, confirmo o pensamento que já pairava em minha cabeça: vivemos em um estado encantador e com diversas riquezas naturais. Aí me pergunto: como pude viver tanto tempo aqui, sem me dar conta da quantidade de lugares desse tipo? Como pude não conhecê-los antes? A resposta é: sempre é tempo!

Por isso estamos tentando aproveitar o tempo que temos disponível para rodar pelo Paraná. E o resultado disso é que temos amado cada viagem que fazemos, mesmo com todas as dificuldades relacionadas a infraestrutura turística no estado.

Essa introdução é só pra deixar bem claro, que o destino que trataremos neste post está no nosso coração. Amamos ter ido à Prudentópolis e vai ser um prazer compartilhar sobre essa região com você!

ONDE FICA PRUDENTÓPOLIS?

O Centro de informações turísticas fica no centro da cidade, na praça principal. Vale a pena passar por lá para tirar todas as dúvidas e pegar um mapinha dos atrativos turísticos. O mapa mostra todas as cachoeiras de Prudentópolis que são abertas a visitação.

Prudentópolis fica na região centro-sul do estado do Paraná, há aproximadamente 344 km de Londrina e 200 km de Curitiba. Para nós aqui do norte do Paraná, é uma “viagenzinha” cumpridinha, mas achamos que valeu a pena todos os km rodados. Contemplar algumas das cachoeiras de Prudentópolis foi demais!

O QUE FAZER EM PRUDENTÓPOLIS?

A cidade é conhecida como Terra das Cachoeiras Gigantes. Isso porque muitas das cachoeiras em Prudentópolis são de mais de 80 metros de altura. Dizem que existem mais de 100 catalogadas, porém as que ficam abertas à visitação, e que tem algum tipo de infraestrutura para receber os turistas, são sete. E ainda tem mais quatro que podem ser visitadas com guia. É claro que, nós não conseguimos conhecer todas nos quatro dias que passamos por lá.

Sem contar na riqueza do turismo cultural e religioso da cidade. Por lá, tem diversas igrejas lindas e cheias de histórias e além disso, a cidade é colonizada por ucranianos. Está aí outro motivo pra voltar na cidade, pois não deu tempo mesmo de explorar esse seu outro lado turístico.

Uma das várias lindas igrejas que podem ser vistas na cidade de Prudentópolis. Essa é a Nossa Senhora do Patrocínio.

Apesar de não ter conhecido tudo, vamos compartilhar com você quais os atrativos que visitamos nos quatro dias do feriado de carnaval de 2018.

AS CACHOEIRAS EM PRUDENTÓPOLIS QUE VISITAMOS

Salto São Francisco

O Salto São Francisco é o maior da região e tem 196 metros de altura. Na verdade o Salto fica numa tríplice Fronteira de cidades, ou seja ele faz parte do catálogo de cachoeiras de três cidades, Prudentópolis é claro, Guarapuava e Turvo (eu ficava confusa cada vez que alguém falava ou eu lia que tinha um Salto São Francisco em Guarapuava, e depois via o mesmo nome de salto em Prudentópolis. Depois dessa viagem entendi direitinho o porque disso).

Esse foi o primeiro atrativo que conhecer e já nos fez ficar apaixonados pela região. É uma visão realmente linda!!

O Salto fica no Parque Municipal São Francisco da Esperança que conta com uma infraestrutura bacana e é administrado pela prefeitura de Guarapuava. Por lá tem estacionamento, playground, banheiros e uma pequena lanchonete.

No parque tem duas trilhas: uma que dá acesso aos mirantes e ao Salto Cavalheiros (aproximadamente 1 km) e uma que dá acesso à base da cachoeira (8 km ida e volta).

É bem bacana porque se você não tiver condições de fazer a trilha que dá acesso ao pé da cachoeira,  ainda sim terá oportunidade de tomar banho de cachoeira. Pois, o Salto Cavalheiros pode ser acessado facilmente. Então, uma dica é ir com tempo para aproveitar para brincar na água ao menos um pouco.

Claramente que nós fizemos apenas a trilha dos mirantes e Salto Cavalheiros. Antes de irmos para lá havia lido relatos de que a trilha para o pé da cachoeira era bem difícil. Então, fazê-la com uma criança de cinco anos não seria uma boa ideia, porque além de difícil, seria muito longa. Esse tipo de trilha só quando o Léo estiver maior, isso se nós ainda tivermos disposição e preparo físico…hehe.

youtubeAssista ao vídeo de nosso passeio por lá.

preco-com-simbolo-do-dolar_318-77331 Entrada gratuita.

Recanto Perehouski

O Recanto Perehouski fica há 25 km do centro da cidade. Lá tem uma trilha de nível fácil com pequenas quedas d’agua próprias para banho. Para quem vai com crianças é um lugar ideal para visitar. A trilha é toda linda! Tem lixeira em algumas partes e banquinhos para descanso. Principalmente nos locais em que mais necessitamos, por exemplo depois de uma subidinha…hehe.

Para aqueles que gostam de acampar é uma ótima opção. É possível armar as barracas na beira do riacho.

O local é aberto para quem apenas deseja visitar e também para quem gosta de acampar. Eles contam com uma área ampla e bem cuidada para armar as barracas.

Possuem quatro sanitários e quatro duchas que são divididas entre os homens e as mulheres. Além disso, é possível alugar um quiosque também, porém o local não conta com cozinha comunitária. Então, se quiser cozinhar é preciso levar todo equipamento necessário.

No local é possível tomar café da manhã, almoçar ou jantar, mas atenção, é preciso fazer agendamento. Tomamos apenas um café da manhã e almoçamos uma vez por lá.

youtube Assista ao vídeo de nossa estadia lá e confira mais detalhes.

preco-com-simbolo-do-dolar_318-77331 R$ 10,00 pra quem vai visitar e R$ 30,00 para o camping por pessoa.

facebook-logotipo_318-49940 contato com o local.

Salto São Sebastião e Mlot

Nesta visita você não vai contemplar uma, mas duas cachoeiras. Incrível, não? Uma cachoeira de frente com a outra. O Salto São Sebastião tem 126 metros de altura e o Salto Mlot tem 110. Dois saltos gigantes e lindos!!

A trilha de acesso ao pé das cachoeiras possui um trajeto de 800 metros. Mas, é uma trilha considerada difícil, pois tem um trecho de 500 metros de inclinação, sendo necessário o uso de corda o tempo todo. Fizemos essa trilha com o Léo, que tem 5 anos. Ele se saiu super bem a amou a aventura. O que aliás, foi eleita por ele a melhor de todas as que fizemos em Prudentópolis.

Mas, isso só foi possível porque fizemos a trilha bem devagar, respeitando os limites do pequeno e tomando o máximo de cuidado para que não houvesse nenhum tipo de acidente. Além da dificuldade natural, no dia que fizemos, havia chovido bastante, então a trilha estava bem escorregadia. No final, terminamos bem sujos (hehe), mas sem nenhum arranhão e com uma sensação muito boa de realização e superação.

Com certeza essa trilha vai ser considerada por nós aqui de casa um marco em relação a trilhas com maior dificuldade.

youtube Assista ao vídeo de nossa aventura lá e confira mais detalhes.

preco-com-simbolo-do-dolar_318-77331 R$ 10,00 por pessoa.

facebook-logotipo_318-49940 Contato com o local.

RPPN Ninho do Corvo

O Ninho do Corvo possui em sua propriedade uma cachoeira que nem consigo descrever direito…é uma cachoeira em um pequeno cânion em que as águas caem dos dois lados dos paredões. É lindo de se ver!! Mas, não só de ver, como de sentir!

Cachoeira no Cânion Barra Bonita onde é possível fazer a prática da Corvolesa. Sensação boa demais!

Lá no Ninho do Corvo é possível fazer três atividades de aventura:  tirolesa de 170 metros de extensão, rapel com tirolesa de 70 metros de altura (rapelesa) e uma tirolesa por dentro de um cânion (corvolesa). Você pode escolher apenas um, duas ou fazer todas em um formato de circuito. Eu fiz o circuito e adorei a experiência! A parte que mais gostei foi a Corvolesa. Inesquecível!!

Apesar de ser aberto à visitação, para realizar as atividades é bom entrar em contato e agendar. Quando fomos pra lá, não foi necessário fazer agendamento porque era carnaval, então as atividades estariam em funcionamento todos os dias. Mas, nem sempre tem um fluxo de pessoas interessadas tão grande. Então, para não perder a viagem, entre em contato para ver se há necessidade de agendar.

youtube Assista o vídeo da nossa visita à propriedade e confira mais detalhes sobre as atividades e esse lugar lindo!

preco-com-simbolo-do-dolar_318-77331 Consulte os valores com eles, aqui. Cada atividade tem um preço diferente, quando você faz o circuito inteiro tem outro valor e quando é para grupo tem desconto.

Salto São João

O Salto São João foi o último atrativo que nós tivemos oportunidade de conhecer em nossa viagem à Prudentópolis. Recentemente foi construído um receptivo que, foi denominado como Monumento Natural Salto São João.

A estrutura conta com estacionamento, centro de informação com receptivo, onde tem também um anfiteatro, banheiros e uma lojinha de artesanato local. O espaço conta com guias que recebem os turistas e ficam a disposição no saguão do centro de informação para eventuais dúvidas dos turistas.

Para visitar o Monumento, por enquanto, não é necessário pagar nada. Parece que, neste ano a entrada vai permanecer gratuita. É apenas necessário preencher um cadastro e um termo de responsabilidade.

Início da trilha que leva ao primeiro mirante do Salto São João.

Lá só é possível visitar os dois mirantes para contemplação do Salto, ou seja não tem acesso ao pé da cachoeira. A trilha é super fácil e com ótimo acesso. O primeiro mirante está com acessibilidade para cadeirantes, já que foi construída uma plataforma e o trajeto é curto.

Para chegar ao segundo mirante, a trilha tem aproximadamente 1100 metros de extensão. Não tem a plataforma, mas é uma trilha bem aberta e cuidada. No final da trilha tem uma escadaria com corrimão o que auxilia pessoas com um pouco mais de dificuldade.

Caminho para o segundo mirante.

A visão é linda e chegamos a ficar com tontura devida a força da água caindo e a altura da queda. Além de praticamente ficar em cima da cabeceira da cachoeira, ainda é possível contemplar a beleza do vale onde o rio continua correndo.

O Monumento fica aberto de quarta à segunda-feira das 9h às 16h.

Contato com o local, aqui.

preco-com-simbolo-do-dolar_318-77331 Por enquanto, entrada gratuita.

youtube Assista ao vídeo da nossa visita e confira mais informações e outras dicas.

COMO SÃO OS ACESSOS AOS ATRATIVOS?

As estradas para os atrativos estão boas, algumas melhores do que outras. Mas, no geral você consegue, se não se importar de colocar o seu carro de passeio na estrada de terra, chegar à todos os atrativos.

As estradas contam com algumas placas de sinalização que indicam se você está no caminho correto. Inclusive, essa semana, li uma notícia dizendo que mais placas foram instaladas para melhorar ainda mais o acesso aos atrativos.

Esse é mapa que pegamos no Centro de Informações turísticas e contém todas as cachoeiras de Prudentópolis abertas à visitação. Você consegue encontrar ele em alguns dos atrativos também.

Em quatro dias que passamos na região, conseguimos visitar os cinco locais descritos neste post. Como já escrevi antes, tem ainda muitas outras opções de passeios, então dê uma olhada no folder turístico da cidade.

Pelo mapa dá pra ter uma noção melhor das distâncias entre os atrativos e dá pra perceber que não é possível fazer todos os passeios em um curto período de tempo. Além disso, tem informações sobre o tipo de estrada que você vai encontrar em cada trecho.

Para mais informações sobre outros atrativos é só clicar aqui.

______________________________________________________________________________________________________________________________

Espero que tenha gostado de saber sobre algumas das cachoeiras de Prudentópolis e possa aproveitar as nossas dicas e informações. Se gostou deixe sua curtida! 🙂

Se você já conhece Prudentópolis conta pra gente qual o atrativo que mais gostou na região.

Para ficar por dentro de todas as novidades siga o blog e nossas redes sociais.

facebook-logotipo_318-49940 youtube images

Até a próxima!!

Keila Kubo

 

LEIA MAIS PARA TURISTAR EM OUTRAS REGIÕES DO PARANÁ

O que fazer na Colônia Witmarsum do Paraná.

Onde comer e dormir na região de Sengés/Itararé

Rota do Café: uma experiência incrível na Fazenda Palmeira

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo